sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

TRABALHO PARA O 1º BIMESTRE - TURMA 3


Um dos instrumentos de  avaliação deste primeiro bimestre será o desenvolvimento de um trabalho sobre a prevenção de drogas.


          Primeiro passo deste trabalho é assistir ao filme: Meu nome não é Johnny.


 

SINOPSE
Ele tinha tudo. Menos limite. João Guilherme Estrella era um típico jovem da classe média, que viveu intensamente sua juventude. Inteligente e simpático, era adorado pelos pais e popular entre os amigos. Com espírito aventureiro e boêmio, mergulhou em todas as loucuras permitidas. E também nas não permitidas. No início dos anos 90, se tornou o rei do tráfico de drogas da zona sul do Rio de Janeiro. Investigado pela polícia, foi preso e seu nome chegou às capas dos jornais. Em vez de festas, passou a freqüentar o banco dos réus. Sua história revela sonhos e dramas comuns à toda juventude. "Meu nome não é Johnny" é baseado em uma história real.

TÍTULO ORIGINAL
Meu Nome Não é Johnny

LANÇAMENTO
2008-01-04

DIREÇÃO
Mauro Lima

CO-PRODUÇÃO
Globo Filmes, Atitude Produções, Sony Pictures Home Entertainment, Teleimage, Apema

DISTRIBUIÇÃO
Downtown Filmes, Sony Pictures

ELENCO
Selton Mello
. . .  João Guilherme Estrella
Cleo Pires
. . .  Sofia
Júlia Lemmertz
. . .  Mãe
Cássia Kiss
. . .  Juíza
Eva Todor
. . .  D. Marly
André di Biasi
. . .  Alex
Ângelo Paes Leme
. . .  Julinho
Rafaela Mandelli
. . .  Laura
Giulio Lopes
. . .  Pai
Gillray Coutinho
. . .  Advogado
Luis Miranda
. . .  Alcides
Aramis Trindade
. . .  Taínha
Kiko Mascarenhas
. . .  Danilo
Flávio Bauraqui
. . .  Charles
Orã Figueiredo
. . .  Oswaldo
Hossen Minussi
. . .  Wanderley
Ivan de Almeida
. . .  Carcereiro
Flávio Pardal
. . .  Boneco
Neco Vila Lobos
. . .  Carlos
Charly Braun
. . .  Felipe
Felipe Martins
. . .  Fernando
Roney Villela
. . .  Hércules
Wendell Bendelack
. . .  Sininho
Rodrigo Amarante
. . .  Surfista

FICHA TÉCNICA
Produção Executiva: Mariza Leão
Produtora Delegada: Camila Medina
Figurino: Reka Koves
Direção de Arte: Claudio Amaral Peixoto
Direção Musical: Fabio Mondego
Montagem: Marcelo Moraes
Diretor de Fotografia: Uli Burtin
Produtora: Mariza Leão
Roteiro: Mauro Lima, Mariza Leão
Produtor Associado: Guel Arraes
http://globofilmes.globo.com/GloboFilmes/Site/0,,GFF186-5402,00-MEU+NOME+NAO+E+JOHNNY.html



Como sondagem inicial para proparação de um projeto de prevenção ao uso de drogas colocaremos em prática as atividades descritas no caderno de tarefas do módulo 2 do Curso de Prevenção ao Uso de Drogas (link abaixo).




















Após assistir ao filme, promover as seguintes perguntas, seja em forma de debate ou de questionário:

1) QUE OUTRO NOME VOCÊ DARIA AO FILME?
2) SOBRE O QUE TRATA O FILME?
3) COMO VOCÊ CLASSIFICARIA O FILME? SUSPENSE, TERROR, ROMANCE, DRAMA, COMÉDIA? POR QUÊ?
4) O FILME APRESENTA UMA CRÍTICA SOCIAL. QUAL?
5) QUE FINAL VOCÊ DARIA AO FILME?
6) QUAL É A HISTÓRIA DO FILME?
7) O FILME “MEU NOME NÃO É JOHNNY” É UM RELATO DE UM FATO REAL. COMO VOCÊ CLASSIFICARIA ESSE FILME FICÇÃO OU REALIDADE? EXPLIQUE.


8) O filme utiliza símbolos para completar a narrativa. Explique a importância da análise simbólica no nosso cotidiano. Depois, peça para os alunos fazerem uma leitura simbólica do filme e identificarem como os símbolos são utilizados para representar o passado, o contraditório e o efêmero. Cite como exemplo as cenas de flashbacks, a apresentação dos créditos da película que fazem alusão à cocaína e, por fim, o surgimento do título em vermelho, como indicação de perigo, de situação de risco, de ação.    

9) Há, no filme, uma diferença entre o linguajar utilizado pelos personagens na atualidade e na época em que João era mais jovem. Solicite aos alunos a produção de um glossário, ou mesmo de um pequeno dicionário, contrapondo gírias, expressões e até mesmo os ditados populares que eram comuns na época e os que são usados nos dias atuais.

10) O personagem João Guilherme Estrella é um jovem de classe média que se torna usuário e traficante de drogas. Divida a sala em dois grupos de pesquisa e trabalhe esses dois aspectos da vida de João.
O grupo será responsável por pesquisar o universo das drogas e dos dependentes: O que são drogas? Há diferenças entre drogas lícitas e ilícitas? Quais os efeitos das drogas e suas complicações para saúde? Como  os jovens começam a usar drogas? A estrutura familiar    pode ser um fator para o uso o não de drogas?

11) Após ser preso pela polícia, Johnny ficou detido no presídio federal aguardando julgamento. Ao ser condenado pela prática dos delitos de tráfico de entorpecentes e tráfico internacional, teve sua pena privativa de liberdade substituída pela internação em hospital de custódia pelo prazo mínimo de dois anos. Discuta com a sala esse momento da vida do personagem, abordando seus direitos e deveres, e avalie a compreensão dos alunos sobre o Estado Democrático de Direito (trabalhar o conceito antes do filme). Depois, peça a eles que escrevam uma dissertação argumentativa que justifique seu ponto de vista sobre uma das seguintes afirmações:
a) “É que eu nunca soube o que é dentro e o que é fora da Lei”. Johnny à Juíza no tribunal.
b) “João Guilherme é a prova viva de que viável recuperar as pessoas”. Juíza Marilena Soares.

12) (http://www.telabr.com.br) Em pequenos grupos, lancem-se a esse desafio vocês também. Se tivessem uma câmera à disposição, o que filmariam? Comecem descrevendo a idéia central e, em seguida, produzam, no formato de narrativa convencional, o enredo. Depois, substituam os trechos do narrador por indicações de imagens a serem registradas pela câmera. (obs. Os temas escolhidos devem fazer referência a histórias vividas por vocês).

    Os endereços relacionados abaixo poderão auxiliá-los na composição dos projetos. 


Roteiro


13) Monte um painel, fazendo uma exposição fotográfica na escola, para isso, os alunos se dividem em diferentes pontos da exposição com a finalidade de alertar as pessoas sobre essa realidade, fazendo uma campanha educativa. Para ajudar aos alunos a se preparar para a campanha, ofereça material de leitura e faça discussão e organização da campanha. Essa é uma forma das crianças aprenderem o conteúdo escolar em função da educação dos seus semelhantes, de participar da sua comunidade como cidadão ativo.  

AVALIAÇÃO

            Ao final do trimestre (fevereiro, março e abril) os alunos apresentarão os resultados de toda produção através de um fanzine criado por eles. Cada grupo produzirá um trabalho específico retratando a realidade local e criará uma campanha de preservação e conscientização a fim de trabalhar na comunidade escolar e do em torno da escola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário